Atualizado em 10/09/2020 15:02

Mapa conceitual: Residência Pedagógica e subprojetos

Programa de Residência Pedagógica 2020 – 2022

O Programa de Residência Pedagógica é uma das ações que integram a Política Nacional de Formação de Professores e tem por objetivo induzir o aperfeiçoamento da formação prática nos cursos de licenciatura, promovendo a imersão do licenciando na escola de educação básica, a partir da segunda metade de seu curso.

Essa imersão deve contemplar, entre outras atividades, regência de sala de aula e intervenção pedagógica, acompanhadas por um professor da escola com experiência na área de ensino do licenciando e orientada por um docente da sua Instituição Formadora.

A Residência Pedagógica, articulada aos demais programas da Capes compõem a Política Nacional que têm como premissas básicas o entendimento de que a formação de professores nos cursos de licenciatura deve assegurar aos seus egressos, habilidades e competências que lhes permitam realizar um ensino de qualidade nas escolas de educação básica.

São objetivos do Programa de Residência Pedagógica

  1. Aperfeiçoar a formação dos discentes de cursos de licenciatura, por meio do desenvolvimento de projetos que fortaleçam o campo da prática e conduzam o licenciando a exercitar de forma ativa a relação entre teoria e prática profissional docente, utilizando coleta de dados e diagnóstico sobre o ensino e a aprendizagem escolar, entre outras didáticas e metodologias;
  2. Induzir a reformulação da formação prática nos cursos de licenciatura, tendo por base a experiência da residência pedagógica;
  3. Fortalecer, ampliar e consolidar a relação entre a Instituição de ensino Superior (IES) e a escola, promovendo sinergia entre a entidade que forma e a que recebe o egresso da licenciatura e estimulando o protagonismo das redes de ensino na formação de professores;
  4. Promover a adequação dos currículos e propostas pedagógicas dos cursos de formação inicial de professores da educação básica às orientações da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Forma de Funcionamento

  • As IES são selecionadas por meio de Edital público nacional para apresentarem projetos institucionais de residência pedagógica.
  • O Programa é desenvolvido em regime de colaboração com as Secretarias Estaduais e Municipais de Educação. Assim, as Intuições de Ensino Superior participantes organizam seus projetos Institucionais em estreita articulação com a proposta pedagógica das redes de ensino que receberão os seus licenciandos.
  • O regime de colaboração se efetiva por meio da formalização de Acordo de Cooperação Técnica (ACT) firmado entre o Governo Federal, por meio da Capes e o os estados, por intermédio das secretarias de educação de estado ou órgão equivalente. A participação do governo municipal se efetiva por meio de Termo de Adesão ao ACT, firmado por suas secretarias de educação.

Modalidades de bolsa

No Programa de Residência Pedagógica são concedidas as seguintes modalidades de bolsa:

  1. Residente: para discentes com matrícula ativa em curso de licenciatura que tenham cursado o mínimo de 50% do curso ou que estejam cursando a partir do 5º período, no valor de R$ 400,00 (quatrocentos reais);
  2. Coordenador Institucional: para docente da IES responsável pelo projeto institucional de Residência Pedagógica, no valor de R$ 1.500,00 (um mil e quinhentos reais);
  3. Docente Orientador: para o docente que orientará o estágio dos residentes estabelecendo a relação entre teoria e prática, no valor R$ 1.400,00 (um mil e quatrocentos reais);
  4. Preceptor: para o professor da escola de educação básica que acompanhará os residentes na escola-campo, no valor de R$ 765,00 (setecentos e sessenta e cinco reais).

Desde a primeira edição do Programa de Residência Pedagógica, iniciada no ano de 2018 – 2020, o IFC participa desta importante iniciativa na formação de professores. 

Mais informações sobre o Pibid você encontra no site:

https://www.capes.gov.br/educacao-basica/programa-residencia-pedagogica

Na Edição 2020 do Programa de Residência Pedagógica, conforme Portaria Nº 259, de 17 de dezembro de 209 e Edital Nº 01/2020, os objetivos são: 

  1. incentivar a formação de docentes em nível superior para a educação básica, conduzindo o licenciando a exercitar de forma ativa a relação entre teoria e prática profissional docente;
  2. promover a adequação dos currículos e propostas pedagógicas dos cursos de licenciatura às orientações da Base Nacional Comum Curricular (BNCC);
  3. fortalecer e ampliar a relação entre as Instituições de Ensino Superior (IES) e as escolas públicas de educação básica para a formação inicial de professores da educação básica; e 
  4. fortalecer o papel das redes de ensino na formação de futuros professores.

O IFC foi contemplado com 72 bolsas para os acadêmicos das Licenciaturas divididos em três núcleos que envolvem os Cursos:

  • Física – Campus Concórdia – 8 Residentes;
  • Matemática – Campus Camboriú – 8 Residentes;
  • Matemática – Campus Concórdia – 8 Residentes;
  • Pedagogia (Alfabetização) – Campus Camboriú – 24 Residentes;
  • Física – Campus Rio do Sul – 8 Residentes;
  • Matemática – Campus Rio do Sul – 16 Residentes.

Além dos acadêmicos Residentes foram contemplados com bolsa 3 Docentes Orientadores e 9 Professores Preceptores;

Os Docentes Orientadores responsáveis pelo desenvolvimento dos subprojetos nos núcleos são:

  • Prof. Fábio Lombardo Evangelista – Física – Campus Concórdia;
  • Prof. Marcus Vinicius Machado Carneiro – Matemática – Campus Camboriú;
  • Profª. Flaviane Predebon Titon – Matemática – Campus Concórdia;
  • Profª. Marilândes Mól Ribeiro de Melo – Pedagogia – Campus Camboriú;
  • Profª. Adriana Marin – Física – Campus Rio do Sul;
  • Profª. Elisângela Regina Selli Melz – Matemática – Campus – Rio do Sul;

A Coordenação Institucional do Projeto está sob a responsabilidade da Profª Idorlene da Silva Hoepers – Campus Camboriú.

Contato: idorlene.hoepers@ifc.edu.br

Anos Anteriores

Programa de Residência Pedagógica – 2018 – 2020

Editais

Editais – Programa de Residência Pedagógica